15 abril 2012

Amor aos pedaços: Desencanto


Participando da 2a. fase da Blogagem Coletiva de Amor aos Pedaços: Desencanto.promovido pela blogueira e querida amiga Luma.

Desencanto é  ato ou efeito de desencantar, desencantamento. É decepção, desilusão. Eu pessoalmente, ando desecantada com a raça humana. De uns tempos prá cá se intensificou a superficialidade do ser humano. Finge-se interesse, quando na verdade não se escuta o que o outro está falando. E, quando se escuta, o cérebro sequer registra. Quer saber, nós ainda tem muito que evoluir, apesar de tudo quanto foi conquistado nos séculos passados, me dá a impressão que para uma grande parte da humanidade acabou, não temos mais nada a perder ou a ganhar.

Leve então
O resto desta ilusão
E todos os cuidados meus
Brinquedos dos caprichos
É pena porque foi tão lindo amar
Sentir você sonhar tão junto a mim,
Ouvir tanta promessa,
Fazer tanta esperança,
Pra hoje ver lembrança, tudo enfim
Nâo passou
De um triste desencanto, amor,
E desde então eu canto a dor
Que eu não soube chorar
(Chico Buarque)

Eu faço versos como quem chora
De desalento , de desencanto
Fecha meu livro se por agora
Não tens motivo algum de pranto

Meu verso é sangue , volúpia ardente

Tristeza esparsa , remorso vão
Dói-me nas veias amargo e quente
Cai gota à gota do coração.

E nesses versos de angústia rouca

Assim dos lábios a vida corre
Deixando um acre sabor na boca

Eu faço versos como quem morre.

Qualquer forma de amor vale a pena!!
Qualquer forma de amor vale amar!
(Manuel Bandeira)
Share:

13 comentários:

  1. O desencanto cantado assim por estes dois poetas vira encanto.
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elvira, prá não ficar muito deprê, resolvi me socorrer desses poetas! Abraço prá vc. tb.

      Excluir
  2. Oi!

    Tens razão, também por vezes, me desencanto com a raça humana... Quanto de egoísmo e de vaidades, de orgulho e arrogância, fazem parte das interações entre as pessoas... Há tanto a se fazer! O mundo carece de amor, de atenção, de generosidade, e vemos a degradação humana crescer assustadoramente, pendurada em valores invertidos e pervertidos... Porém, não podemos, e não devemos nos deixar contaminar... Nossa postura deve ser de esperança, de alegrias, pois, somos responsáveis apenas por nossas ações...

    Grande abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Socorro, há que se ter fé!

      Excluir
  3. Olá, querida Claudya

    "Tu és o orvalho que me beija"...
    (Meliss)

    Em pleno período pascal nos reencontramos para tecer o nosso Desencanto... entrelaçar partilhas de coração a coração...

    O que mais me chamou atenção no seu texto foi o "verso de sangue"... Incrível!!!
    Dá pra identificar direitinho como ele é...
    Expressão forte e bem pertinente ao Desencanto...

    Obrigada por sua participação e nos vemos no próximo mês se Deus quiser!!!
    Bjs de Paz e Esperança junto com o meu carinho fraterno

    "Meu coração orvalhado
    pleno de gratidão,
    agradece a Deus"...
    (Élys)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Orvalho do Céu, bonitas palavras amiga! Nos vemos no mês que virá, com certeza...

      Excluir
  4. É verdade Claudya,
    a raça humana está à beira da ruptura. Ou muda ou definha até à extinção.

    Só o amor nos pode salvar. O amor-próprio tem de expandir ao amor universal. Alargar horizontes, perspectiva. Abraçar os outros, ouvir o que eles manifestam, procurar entender e registar.
    Estou absolutamente de acordo com você.
    Beijinhos além-mar.
    Rute

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que a raça humana chegou a um ponto sem volta, só uma mudança radical prá haver alguma esperança. bjs querida

      Excluir
  5. Olá Claudya! Tudo bem?

    Acredito que o comportamento do ser humano é reflexo do estilo de vida que leva, cada dia o tempo parece menor e já não é possível fazer todas as coisas “necessárias”. Já reparou? Consequentemente isso reflete também nos relacionamentos, as pessoas não tem tempo para ouvir (só falar), então o fingimento toma espaço, enquanto um fala o outro está viajando em um mundo paralelo disfarçando que está ouvindo, às vezes concordando ou balançando a cabeça.

    Agora eu não sei o que me causa mais desencanto, se é a falta de interesse no próximo e seu mundo ou a incapacidade de se mudarmos o jogo.

    Adorei seu blog, vou te seguir ok? Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse *se* antes de "mudarmos o jogo" não existe rs. Erro de digitação, desculpe.Boa noite a todos!

      Excluir
  6. Gostei muito do comentário da Penélope.
    Prega-se que a humanidade está carente de amor, mas a humanidade não sabe o que é amor. Como estar carente de algo que não se conhece? Nos desencantamos quando apostamos ou alimentamos o nosso encantamento até o ponto que as nossas reservas se acabam, daí começa o desencanto. Talvez não esperar nada das pessoas seja o melhor caminho, pois daí, tudo que vier é lucro!
    Claudya, estou adorando você ter aderido ao "Amor aos Pedaços". Uma forma de interagir com outros blogues e a gente se conhecer melhor!
    Desculpe a demora em chegar aqui... mas eu sempre chego!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  7. Amor aos pedaços.. realmente se voce for parar pra pensar é isso que se vive hoje em dia.
    O tema é lindo, o poema arrebatou de forma certeira.
    Nota 10!

    ResponderExcluir
  8. Claudya, já estamos indo para a 4ª fase. Quer participar? Dia 15 de Junho...
    Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir

Comente sobre o post, discorde, opine, mas sem insultos! Comentário fora do assunto do post será removido.
Sobre parceria: deixe recado na page Linkbutton por favor.

Comment about the post only, take your opinion, but without insult! Comments off the category will be deleted.
Partner: leave a message at Linkbutton page please.

Text Widget

Gostou, então linke

Copie links, e não posts. Plágio é crime (art. 184 do CP). Citar ou linkar é cool, plagiar ou copiar não. Lembre-se, quanto mais você linka, mais os outros te linkam!
Estamos todos na sarjeta,
mas, alguns de nós olham as estrelas
(Oscar Wilde*)
Join Our Newsletter

*Assine o GB e leia no seu e-mail!*

We Respect Your Privacy"

Arquivo do blog